ARTIGOS EPIGENETICA


S-DRIVE SYSTEM

IN VIVO - ALIMENTO É VIDA  EPIGENÉTICA·DOMINGO, 23 DE ABRIL DE 2017 

 INTRODUÇÃO

Quando a sociedade em que estamos inseridos nos remete para vários desencontros com o nosso corpo, estamos a modificar o bem-estar celular.

Os fatores alimentares, são os maiores responsáveis pelo equilíbrio metabólico de cada indivíduo e influenciam a nossa expressão genética. 

Ao perdermos o equilíbrio todo o nosso fenótipo sofre modificações.

Estas alterações explicam-se através da epigenética que é o estudo da modificação do genoma herdável durante a divisão da célula e que não envolve a mudança na sequência do DNA.


OBJECTIVO

O algoritmo mestre é a chave que abre todas as portas e que é capaz de decifrar-nos de forma eficaz, precisa e sem erros. No nosso corpo esse algoritmo é o alimento.

MÉTODO

O folículo capilar contém enzimas que desempenham um papel importante na regulação neuro-endócrina do nosso corpo e na constituição de elementos minerais.

Por isso o cabelo pode ser considerado como um bio- marcador informativo do nosso estado metabólico.

A tecnologia de avaliação usada pelo sistema S-Drive é considerada cientificamente, por ser um recurso baseado no conceito de avaliação epigenética.

RESULTADO

O cabelo, leva até 80 dias para chegar à superfície, o que lhe permite armazenar informações que emanam do micro e do macro ambiente de cada ser.
Ao avaliarmos alguns fios de cabelo através de um marcador de algoritmos, podemos obter informações sobre 9 campos metabólicos, que nos permitem, não só mudar os hábitos de vida, como formatar uma nutrição funcional e personalizada.

CONCLUSÃO

A epigenética desponta como uma nova fronteira a ser alcançada e transposta no cenário médico-científico. 

A compreensão dos seus mecanismos além daqueles que já são conhecidos pela genética molecular permite-nos a criação de modelos para avaliar e estruturar uma solução preventiva, focada no biótipo individual e único de cada ser humano.

Paula Mouta Senior Medical Advisory Board Cell Wellbeing



A Tecnologia de avaliação usada pelo sistema S-Drive é considerada cientificamente, por ser um recurso baseado no conceito de avaliação epigenética.

Este sistema foi desenvolvido pela Cell Wellbeing, na Alemanha, e é um recurso tecnológico dos mais avançados do mundo da ciência e da tecnologia.

Este teste não invasivo, avalia de forma simples e eficaz, o seu metabolismo, utilizando apenas alguns fios de cabelo, que são interpretados pelos algoritmos, através das frequências de biorressonância, que são enviadas para o nosso Data Base Sistem na Alemanha.

Em apenas 15 minutos pode ter o seu relatório metabólico com informação específica de 9 campos de Avaliação, que lhe mostram o seu mapa epigenético, de forma a poder atuar com prevenção e eficiência para preservar o seu bem mais precioso, a sua Saúde.

A epigenética é definida como modificações do genoma que são herdadas pelas próximas gerações, mas que não alteram a sequência do DNA.

Um estudo publicado a 28 de janeiro 2016 na revista Cell sugere que a predisposição de uma pessoa para a obesidade está pelo menos parcialmente determinada pela regulação epigenética (Andrew Pospisilik)

No ano passado, a O.M.S estimou que mais de 600 milhões de pessoas no mundo estão obesas.

A Direção-geral da Saúde revela que metade das causas de doença e de morte em Portugal têm relação direta com a alimentação, apontando o consumo excessivo de sal e de açúcar como fatores de risco para várias doenças.

Traçada como uma das metas do atual Plano Nacional de Saúde, o aumento da esperança média de vida saudável e a diminuição da mortalidade precoce são duas das quatro grandes metades definidas no Plano, que contempla ainda objetivos mais dirigidos às gerações mais jovens.

Ao termos uma dieta saudável, temperada de bom senso, seremos pessoas com maior longevidade e mais qualidade de vida.

O ALIMENTO SAUDÁVEL GERA FELICIDADE

Uma alimentação adequada é a condição necessária para se ter um património genético, cultural e socioeconómico mais evoluído.

Para que um profissional de saúde cuide de alguém deve ter em conta certos aspetos como o nível de felicidade, a sua alimentação e as influências epigenéticas, pois todos estes fatores influenciam a vida de todos nós.

Para mim, o que me inspira, é a possibilidade de ajudar alguém a restabelecer o equilíbrio do corpo e a preservar a sua saúde. Não existe doença, existem doentes, por isso uma alimentação focada numa nova abordagem nutricional deve ser o primeiro passo para qualquer mudança de comportamentos.

Este tipo de nutrição consiste na utilização dos alimentos de forma a podermos prevenir doenças e restabelecer a saúde, onde os alimentos são usados pelas suas propriedades. O que a nutrigenetica propõe é também a consideração dos conceitos sociais e ambientais que envolvem a produção e o consumo dos alimentos e do nosso quotidiano.

Desde a medicina de Hipócrates, já se concebe que o alimento possui papel decisivo no estado de saúde do organismo e o mesmo pode ser utilizado de forma medicinal. Aliás, está comprovado que melhora e prolonga a qualidade de vida. Lembre-se: você é o que come. Portanto, vamos prestar atenção ao que colocamos no nosso prato no dia a dia. Trata-se de uma autoeducação diária com agradáveis compensações no futuro.

A elaboração de um receituário (planificação alimentar/dieta) saudável como forma de evitar doenças cronicas e degenerativas deve ser apresentada de acordo com a estrutura de cada pessoa de forma a estar compatível com as necessidades do seu biótipo.

Cada vez mais especialistas relacionam a qualidade da saúde à prevenção. É preciso ainda reafirmar que uma dieta antioxidante, rica em fibras e alimentos orgânicos, exercícios físicos, limpeza intestinal, pensamentos positivos, meditação e o respeito às características individuais de cada um ajuda-nos a conquistar uma vida com saúde, longevidade, felicidade e mais beleza.

Uma alimentação adequada é a condição necessária para se ter um património genético, cultural e socioeconómico mais evoluído. E com o mês de março a chegar, chegam também as alergias, por isso deve consumir durante todo este mês alimentos de reforço.

Comece por fazer um bom reforço de alimentos ricos em Vitamina E. O seu efeito sobre o sistema imunitário é comprovado, pois aumenta a produção de células de defesa e a resposta celular perante qualquer infeção. Os alimentos ricos em Vit.E são, na sua maioria, alimentos de origem vegetal, como sementes de girassol, óleo de gérmen de trigo, amêndoas, espinafres, abacate, espargos e kiwi. Precisa de introduzir nos seus hábitos diários 1 destes alimentos por dia ao longo dos 30 dias.

Esta vitamina é fundamental nas principais funções biológicas do nosso organismo. O seu poder antioxidante (previne a propagação dos radicais livres), a expressão genética (crescimento de tecido), o processo enzimático (crescimento músculos), a sinalização celular (impede a oxidação de ácidos gordos polinsaturados (metabolismo antioxidante) e a função neurológica (inibição e de agregação de plaquetas). 

 Comece o seu dia, com um sumo de limão e Kiwi, prepare um abacate, com mel, canela e nozes sementes de girassol.

- Ao lanche da manhã coma umas nozes e framboesas, e dois quadrados de cacau 70% ou se preferir uma tangerina com algumas amêndoas e castanhas de caju.

- Ao almoço, dê preferência a uma boa salada de tomate bem maduro, com tiras de gengibre, cenoura crua ralada, algumas uvas pretas e fatias finas de beringela com a casca, tempere com sal gema, orégãos, azeite, limão e ervas frescas. Coma com vontade e prazer, sentindo o sabor de cada alimento, pois eles estão vivos, cheios de energia.

- A meio da tarde coma duas bananas e tome uma limonada com mel e hortelã triturado.

- A caminho de casa, experimente comer mais 2 quadrados de cacau 70% e veja como o seu cansaço desaparece e o seu cérebro fica mais feliz.

- Para o seu jantar dê preferência a sopas com alimentos tão coloridos quanto um arco iris e 2 a 3x por semana coma um ovo.

Uma alimentação equilibrada é considerada como a base da manutenção e da recuperação da saúde, sendo também olhada como tendo fortes implicações na ecologia do planeta.

PAULA MOUTA