A Medicina no Mundo e a Epigenética

22-07-2018

A epigenética é definida como as modificações do genoma que são herdadas pelas próximas gerações, mas que não alteram a sequência do DNA.

Todas as mudanças que os povos migrantes sofrem, estão, de alguma forma, a modificar o seu padrão de saúde, a sua sustentabilidade, porque ao deslocarem-se geograficamente estão a criar novos padrões de desequilíbrio na sua estrutura física e emocional.

E o maior de todos começa, precisamente, pela adaptação a novos hábitos alimentares, além dos fatores climáticos e sócio-humanitários.

É importante que o conhecimento científico seja traduzido em informações acessíveis à sociedade.

No nosso biótipo, nem tudo está programado, pois atos como alimentação, exercício físico, comportamento e mudança de região geográfica, podem influenciar a maneira como os genes se organizam, alterando os padrões de mudança do nosso fenótipo, os quais serão transmitidos aos nossos descendentes (...)

Esta nova forma de abordar a SAÚDE, abre o caminho para uma nova realidade: a alimentação e todas as formas preventivas de protecção ao equilíbrio do ser humano, podem ser o "medicamento" mais poderoso para reduzir o risco das doenças.

Não podemos mudar os nossos genes, mas podemos, através de novos comportamentos, modificar a sua expressão e evoluir num caminho de sabedoria coletiva.