OLIGOTERAPIA/ ÁGUA DO MAR

09-11-2017

Oligoelementos, são as pequenas partículas de elementos que o nosso metabolismo necessita para preservar a harmonia dos minerais. 

A Oligoterapia costuma ser aplicada a través do uso dos vários tipos de argila.

A argila é  constituída por minerais filossilicatos de baixa cristalinidade e partículas pequenas, com hidróxidos coloidais floculados e diversos componentes cristalinos amorfos. 

Pela sua diversidade mineral, é composta de várias cores, consoante a região geográfica de colheita.

Pode ser utilizada de várias formas, como auxiliar ou de ação preventiva em vários tratamentos do corpo, quer de uso oral, aerossol, aplicação tópica, em máscaras de tratamentos, em supositórios, comprimidos, emplastros ou em lavagem intestinal (enemas).

Tem ação reguladora das glândulas endócrinas, no controle de acne, remove as células mortas e elimina bactérias, vírus e vermes. 

Reduz as dores articulares e musculares, edemas e traumatismos. 

Estimula a produção de colágeno e elastina da pele, clareia a pele e a sua energia eletromagnética deixa-nos mais enérgicos e felizes. Amplamente usada para reduzir os efeitos colaterais em caso de tratamentos cancerígenos com quimioterapia. É uma das terapias da medicina natural mais antiga, usada no combate à peste negra e à malária.

O Mar também tem oligoelementos, todas as regiões marinhas com alta concentração de sal, são benéficas para o nosso metabolismo, devido aos seus sais minerais.

Que a água do mar nos faz bem já não é segredo nem espanto. Cientificamente já existem provas de que a eletrólise marinha gera no nosso corpo ações de bem-estar e de ajuste metabólico. 

A sua energia dá-nos saúde, refresca, acalma, auxilia-nos quando o corpo está doente, sobretudo se estivermos debilitados no sistema autoimune, ou se tivermos dores crónicas, entre muitos outros benefícios. 

Exemplos de minerais marinhos: 

Enxofre: Importante na queratinização e na síntese de colágeno da pele.

Potássio: Ajuda a regular a osmose e o equilíbrio da água no corpo. Previne a formação de radicais livres e regula a transferência de nutrientes através da membrana celular.

Cromo: Favorece a pele e ao sistema circulatório.

Cobalto: É calmante, atua sobre a ansiedade, enxaquecas, palpitações, zumbidos, etc.

UM POUCO DE HISTÓRIA

O Dr. Jacques Menetrier desenvolveu estudos relacionando as diáteses aos oligoelementos (minerais do nosso corpo), determinando assim a correção das doenças com base na prescrição de minerais. 

Estes estudos foram decisivos para compreender que os oligoelementos não atacam os sintomas para fazê-los retroceder mas recupera os pontos debilitados do terreno biológico, dando a impressão que o enfermo se curou sozinho.